Forno a indução para aquecimento / fusão de metais - Versão 3 - Jan/2012
PARTE - 3 EM 15/02/2012
Esta será a última versão que farei do forno a indução, depois partirei para outros projetos


Agora vou mostrar como foi feito o banco refrigerado de capacitores:

O banco de capacitores que vou mostrar aqui é o banco de capacitores do circuito ressonante, este banco de capacitores é responsável
por fornecer a tensão necessária durante a ressonância do circuito.
Todos os capacitores que aquecem serão montado desta maneira.

Nesta demonstração foram eliminados muitos problemas que houveram na versão anterior como vazamentos de água, aquecimento
dos terminais, etc;


Aqui na foto abaixo, mostro um tubo, de 40mm de diâmetro, que foi a medida que utilizei desta vez, com 2 cortes para as saidas dos
capacitores. Seu comprimento é de 34cm.




Como se pode ver a cima, ali há 13 capacitores, o comprimento foi feito para suportar 30 capacitores de 470nF x 600V, que comprei
pelo ebay. Produto chinês, mas deve funcionar de maneira satisfatória. Comprei 100 unidades, e devo usar quase todas, até porque
algumas eu utilizo de maneira avulsa quando estou ajustando o circuito ressonânte com o circuito de bloqueio de corrente DC (Circuito LC
em série com o circuito ressonânte).



Abaixo, pode ser visto o sistema de reduções até uma conexão compatível ao diâmetro da mangueira de refrigeração.
Como é "produto de prateleira" é fácil encontrar já que todo sistema de refrigeração é feito com conexões de mangueiras de
gás.



É possível observar nesta foto acima como fiz a colagem dos capacitores.
Utilizei cola de araldite com tempo de cura de 10min. fiz toda a colagem tomando o cuidado para manter os terminais completamente
dentro da cola, para evitar o contato com a água, pois apesar do uso de água destilada e desmineralizada, a água sempre acaba com
alguma contminação que pode acabar gerando eletrólise, e isso não é nem um pouco desejado aqui.


Aqui abaixo está todo o tubo com todos os capacitores colados.
Depois de tudo colado, convém fazer um pequeno teste de estanqueidade, colocando alguma pressão, ou fazendo um pouco de vácuo
dentro do tubo para verificar se há algum vazamento, em caso de vazamento, preencher a fissura com cola.
Qualquer pequeno problema aqui, pode virar uma grande incomodação depois.





Agora, mostro o fio que será o terminal de todo o circuito, aqui, utilizei um cabo de cobre de 10mm de espessura.
Em testes, com 50A ele esquenta um pouco.





Aqui estou mostrando o cabo de cobre com os terminais dos capacitores soldados neles.
Tomar cuidado ao soldar para não danificar a cola de araldite com o calor da solda.





Aqui, mostro que fiz a isolação de todo o banco com fita isolante de auto fusão.
Isso evita problemas de algum fio acabar encostando e criando curto-circuito, e também, o mais importante, evita choques elétricos.




Depois, fiz a isolação dos terminais, pelos mesmos motivos






E aqui abaixo, o banco de capacitores pronto.





Aqui foi um banco, com 30 capacitores de 470nF x 600V, que equivalem portanto a um capacitor equivalente de 14,1uF x 600V.
Obviamente o valor não é exato devido a tolerancia de cada componente, que nessa quantidade se torna relevante.
Como não possuo capacímetro, vou indo através de matemática.


Alguns leitores tem me questionado como 1 capacitor com terminal tão fino forneceria 50A a um circuito, com esta montagem detalhada,
pode ser observado que cada capacitor fornece uma pequena corrente, ou seja, cada capacitor tem um fino terminal, mas que somados,
dão uma grande área para circulação de corrente.

Deve ser levado em conta também que cada fabricante de capacitor possui uma especificação técnica, ou seja, uma frequência máxima
de trabalho, uma temperatura ideal, etc;
Se você não souber ler um datasheet, então peça ajuda a alguém, pois é muito importante conhecer as caracteristicas de todos os
componentes utilizados no projeto.



Está feito até aqui, a próxima etapa está em análise.
E estará disponível na PARTE 4, assim que estiver concluída.





PARTE 4








Página Inicial www.eduardomoreira.eng.br                Página do primeiro Projeto de forno a indução             Página do SEGUNDO Projeto de forno a indução